Autor Tópico: [ATP Master Series Monte Carlo] - Dia 3  (Lida 3541 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

BrunoAlex

  • Magnata
  • B
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Abr 2007
  • Localidade: Coimbra
  • Mensagens:
    50551
  • Nacionalidade: pt
  • Pts Tipsr:
    2500
em: 22 de Abril de 2008, 12:02
Competição: ATP Monte Carlo
Jogo: Rafael Nadal (ESP) vs Mario Ancic (CRO)
Prognóstico: Under 20.5 @ 1.75 Gamebookers


Rafael Nadal, 2 no Ranking ATP 21 anos de idade.
Mario Ancic, 54 no Ranking ATP, 23 anos de idade.
Head-to-Head: 2-2 (nenhum disputado em terra-batida).

Breve descrição dos jogadores:

Rafael Nadal é um tenista sobre o qual não há muito a dizer pois todos o conhecem. Apesar de bastante jovem é um jogador muitíssimo experiente no circuito ATP e que ao longo dos últimos anos deixou de ser aquele tenista que apenas sabia jogar no pó-de-tijolo e "aprendeu" também a jogar em pisos mais rápidos. Mas é precisamente na Terra-Batida que ele se sente como "peixe na água". É um jogador guerreiro, que nunca desiste de um ponto, fortíssimo fiscamente, psicologicamente e tecnicamente. O seu ponto menos forte era sem dúvida o seu serviço mas até nisso Rafael Nadal melhorou e está muito bem nesse aspecto.

Mario Ancic é também ele um jovem com enorme qualidade. No início da sua carreira eu olhava para ele como um Top 10 Mundial mas uma série de lesões sucessivas fê-lo cair bastante no ranking. No entanto regressou em grande forma e tem mantido exibições muito agradáveis. É um tenista bastante sólido e sobretudo muito inteligente.

Estatísticas:

Rafael Nadal é Nº2 já à alguns anos.
Neste ano de 2008 ainda não participou em nenhum torneio em terra-batida.
O último torneio foi já em Julho de 2007 onde naturalmente venceu após eliminar jogadores como Waske, Kohlschreiber, Monaco, Lopez e Wawrinka.
Neste torneio realizou já um jogo de pares de modo a ambientar-se ao piso. Formou dupla com Robredo e venceram confortavelmente Coiullard e Lisnard por 6-2 6-1.
Nos últimos 50 jogos em terra batida apresenta um registo incrível de 49-1.

Mario Ancic chegou a ser Nº 7 no ano de 2006.
Já não disputa um torneio em terra batida desde 2006.
O último que disputou foi em Maio de 2006 onde perdeu nos quartos-de-final com Roger Federer após ter eliminado Healey, Capdeville, Montanes e Robredo.
Neste torneio eliminou já na 1ª Ronda Ivo Minar por 6-3 6-4.
Nos últimos 50 jogos em terra batida apresenta um registo de 32-18.

Conclusões:

Finalmente Nadal regressa à sua superfície predilecta. O espanhol é um guerreiro por natureza e não acredito que facilite nem um pouco neste seu primeiro jogo frente a Ancic. O croata é sem dúvida um bom jogador no pó-de-tijolo mas poucas ou nenhumas hipóteses terá frente ao seu adversário.
Nadal sabe que esta é uma boa altura para "atacar" o primeiro lugar do ranking pois Roger Federer atravessa uma fase menos boa na sua carreira.
Acredito que o tenista espanhol entre a pressionar desde o primeiro ponto e tente "acabar" com Mario Ancic em pouco tempo.
Ontem teve um bom teste em pares com Robredo e neste confronto com o croata estará perfeitamente adaptado ao piso de Monte Carlo e acredito que vencerá sem grandes dificuldades em 2 sets, daí a minha aposta ser no under 20.5.
Bastará, por exemplo uma vitória por 6-4 6-4 para que a minha aposta seja certa.
« Última modificação: 22 de Abril de 2008, 12:09 por a9905003 »
QUERES CONHECER O PROJECTO MAIS REVOLUCIONADOR ALGUMA VEZ CONHECIDO NO MUNDO DAS APOSTAS?

:cool: www.betarena.com :cool:



mamix

  • Multimilionário
  • m
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Dez 2007
  • Localidade:
  • Mensagens:
    5361
    Pts Tipsr:
    459
em: 22 de Abril de 2008, 22:55
Philipp Kohlschreiber vs Nicolas Kiefer (11.00)

Kohlschreiber: é o actual número 31 do ranking ATP

Kohlschreiber é um jogador destro, dotado de uma das melhores esquerdas do circuito. Quer ao longo, quer cruzada, faz sempre muita mossa. Começou o ano em grande forma, mas os resultados têm vindo a desaparecer. Logo no primeiro torneio da época, alcançou a vitória no torneio. Em Auckland, venceu Russel, Cilic, Mayer, Mónaco e Ferrero, tendo apenas cedido um set para Cilic. Continuando num bom momento, entrou forte no Australian Open. Venceu na primeira ronda Karanusic em três sets. Na segunda ronda ultrapassou Korolev, com a desistência do adversário no terceiro set. Na terceira ronda, Kohlschreiber protagonizou a surpresa do dia, batendo Andy Roddick, numa maratona de cinco sets. Venceu pelos parciais 6-4 3-6 7-6(9) 6-7(3) 8-6, com uma performance brilhante, mas que viria a desgastar muito o alemão. Viria a perder na ronda seguinte, frente a Nieminem, em quatro sets, embora muito equilibrados. Perdeu pelos parciais 6-3, 6-7(7), 6-7(9), 3-6, mas teve muitas oportunidades para fechar o segundo set. Acima de tudo, cometeu muitos erros, que no jogo frente a Roddick foram escassos. A partir daqui, Kohlschreiber não voltou a jogar a este nível, e os seus resultados foram piorando. Perdeu na primeira ronda, em Roterdão, frente a Zverev. Por duplo 5-7. Quase um mês depois jogou no Dubai, tendo sido batido por Rafael Nadal pelos parciais 6-3 1-6 4-6. Nadal desinspirado, a ser obrigado a recorrer ao terceiro set, para vencer. Depois, em Indian Wells, Kohlschreiber bateu na primeira ronda Xavier Malisse pelos parciais 6-2 5-7 6-4. Na segunda ronda perdeu frente a Djokovic pelos parciais 3-6 2-6. Na semana seguinte, em Miami, foi batido novamente na primeira ronda, por Simone Bolelli pelos parciais 4-6 3-6. Quase um mês depois, regressa aos courts em Monte Carlo, vencendo Jose Acasuso pelos parciais 7-6(4), 6-3, quando Acasuso era o grande favorito. Kohlschreiber tem estado em baixo e precisa de motivação, para regressar aos bons resultados. Esta vitória sobre um bom jogador em terra-batida, foi o melhor que poderia acontecer a Kohlschreiber, nesta pior fase do ano.

Kiefer: é o actual número 44 do ranking ATP

Kiefer é um jogador muito experiente, que conta com mais de uma década de ténis como profissional. Jogador que esteve afastado dos courts até Junho do 2007, e desde essa altura que luta para subir posições no ranking. Kiefer que já foi número 4. Mas, este ano, as suas prestações são muito fracas e apenas não perdeu posições no ranking, porque no ano passado, estava ausente dos courts nesta altura. Começou a época a jogar em Doha, onde depois de vencer na primeira ronda De Chaunac, abandonou o torneio. Jogou de seguida no Australian Open, sendo esmagado na primeira ronda por Juan Carlos Ferrero, pelos parciais 4-6 3-6 1-6. Um mês e meio depois, regressou aos courts em Las Vegas, vencendo na primeira ronda Benjamin Becker pelos parciais 6-4 6-3. Na segunda ronda, foi batido pelo jogador da casa, Sam Querrey, com os parciais 3-6 1-6. Na semana seguinte jogou em Indian Wells, onde foi batido na primeira ronda por Dudi Sela, com os parciais 4-6 7-6(4) 3-6. Na semana seguinte, conseguiu a melhor prestação do ano, vencendo duas rondas em Miami. A primeira frente a Guillermo Garcia-Lopez, vencendo pelos parciais 4-6, 7-6(9), 6-4, num jogo muito equilibrado que esteve perto de perder. Na segunda ronda, teve a vida mais facilitada. Venceu Jarkko Nieminen pelos parciais 6-3 6-2. Na terceira ronda, frente a Rafael Nadal pouco pode fazer, sendo batido pelos parciais 2-6 4-6. Agora em Monte Carlo, teve uma primeira ronda muito complicada frente a Marin Cilic, que venceu pelos parciais 3-6, 7-6(4), 6-3, em mais um jogo complicado. Kiefer anda desmotivado e com resultados muito fracos. A primeira ronda complicada frente a Cilic não veio ajudar, visto já ter muitos anos de ténis nas pernas. Kiefer, que não jogava em terra-batida desde Maio de 206, ou seja, quase dois anos. Teve claras dificuldades para vencer, mas conseguiu arrancar a vitória por mérito próprio.

Head to head: Jogaram uma vez em Maio de 2005. Jogo em terra-batida, que Kiefer venceu pelos parciais 6-4 6-3. Dado a distância temporal desde esse jogo, até os dias de hoje, este jogo é quase irrelevante.

Conclusão: Dois jogadores em crise de resultados. Enquanto Kiefer esteve mal o ano todo, Kohlschreiber começou muito bem, mas perdeu eficácia nos meses seguintes. Agora, com o início da época em terra-batida, podem esperar melhorias, ou que tudo fique na mesma. O bom jogo que Kohlschreiber fez, dá-me a crer que se preparou bem para este piso, e que procura regressar aos bons resultados. Kiefer também jogou bem, é verdade, mas já pareceu estar no limite frente a Cilic. E Cilic que nem é dos melhores jogadores em terra-batida. Kohlschreiber venceu Acasuso em dois sets, quando nem era favorito e mostrou um ténis seguro, com serviço sólido e difícil de molestar. Para este jogo, espero um Kohlschreiber seguro, com serviço forte e a abrir muitos ângulos com a sua esquerda. Kiefer dificilmente acompanhará o nível de jogo de Kohlschreiber e assim, espero um jogo equilibrado, mas que Kohlschreiber deverá vencer em dois sets, à semelhança com o que fez frente a Acasuso. Sendo assim, escolho o handicap:

Kohlschreiber -3 @ 1.93 Odd Pinnacle
« Última modificação: 23 de Abril de 2008, 19:25 por mamix »



Canete

  • Milionário
  • C
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Jun 2006
  • Localidade: Sintra
  • Mensagens:
    1555
    Pts Tipsr:
    113
em: 23 de Abril de 2008, 00:11
Jogo: Olivier Rochus @ David Nalbandian
ATP Masters Series, Monte Carlo
Ronda: 2ª Ronda
Data: 23/04/2008 15:00


David Nalbandian, tem anos 26 e é neste momento o jogador nº7 do circuito ATP. Longe do fulgor com que terminou o ano de 2007 onde ganhou 2 Masters seguidos, Nalbandian ainda não conseguiu prestações de encher o olho nos grandes torneios deste ano, no entanto tem tido mais sucesso nos torneios de menor gabarito, ganhando este ano na sua terra natal um torneio em terra batida onde derrotou Starace, Chela e Acasuso entre outros. Além da vitória na Argentina foi à final de outro torneio no México onde perdeu frente a Almagro torneio este também disputado em terra batida. No início do mês ajudou a sua selecção a bater a Suécia ganhando 2 jogos em terra batida frente a Johansson e Soderling.
 
Nalbandian é um jogador extremamente inconstante e essa falta de regularidade deve-se fundamentalmente à sua maneira como encara o ténis. Quando decide por mãos à obra e trabalhar é um jogador absolutamente fantástico, como foi visível no fim de 2007 quando bateu Nadal e Federer em duas finais consecutivas em 2 Masters. Nalbandian é um jogador de top5 sem qualquer tipo de dúvida no entanto muitas vezes preocupa-se mais com outras coisas que não o ténis. Dotado de um bom serviço o seu ponto forte está na facilidade com que consegue abrir ângulos e executar bolas paralelas. A sua esquerda cruzada é, quando afinada, fenomenal deixando os adversários sempre apuros. Em tempos era conhecido pelos nervos que metia aos seus adversários tal era a quantidade de bolas que metia em cima das linhas. É um jogador que facilmente de adapta a qualquer tipo de piso conseguindo obter bons resultados em terra.
 


Olivier Rochus, tem 27 anos e está na posição nº78 do ranking do circuito ATP. A realizar um ano de 2008 bastante fraquinho ainda só conseguiu 5 vitórias este ano em 14 encontros realizados. A mais relevante foi no Dubai onde bateu Nieminen por 6-1 6-2. Esteve a poucos dias no Estoril onde defrontou Federer logo na 1ª ronda conseguindo ganhar o 1º set por 6-4 mas sucumbindo depois nos restantes sets por 3-6 2-6.

Rochus é o jogador mais baixo do circuito com apenas 1.67m. Possui um serviço razoável. É um grande lutador e tem uma mobilidade impressionante. Possui um jogo de rede de elevado nível não fosse ele um habitual jogador de pares tendo já ganho Roland Garros em 2004 nesta vertente. Tem um jogo muito consistente e costuma jogar muitas vezes no erro do adversário.

Na 1ª ronda jogou frente a Tommy Haas mas poucas conclusões há a retirar desse jogo pois Hass acabou por desistir quando o encontro se encontrava em 6-1 3-0 alegando uma lesão no ombro não sabendo até que ponto esta era impeditiva.

O h2h encontra-se em 1-0 a favor de Nalbandian. O jogo foi jogado em terra batida no longínquo ano de 2001 onde Nalbandian venceu por 6-1 6-0.

Conclusão: Nalbandian é um jogador de altos e baixos, no entanto julgo que se encontra altamente motivado depois das vitórias obtidas na Taça Davis pela Argentina, jogos estes disputados em terra batida onde se mostrou como habitualmente bastante à vontade. Rochus terá um enorme dificuldade em fechar os seus jogos de serviço visto não ser um grande servidor e Nalbandian ser bastante bom no capítulo da resposta. Este será o 2º jogo para o belga realizado em terra batida ao invés de Nalbandian que além da Taça Davis já obteve bons resultados este ano nesta superfície. Acreditando que Nalbandian não terá muitas dificuldade em bater o pequeno belga acredito que vá cumprir o handicap.

Apostas: Canete – David Nalbandian – Olivier Rochus – ATP Masters Séries, Monte Carlo

 :arrow: Nalbandian -4.5 a 1.80 na Gamebookers.


Pick para o torneio
« Última modificação: 23 de Abril de 2008, 00:14 por Canete »



Forum de Apostas

Re: [ATP Master Series Monte Carlo] - Dia 3
« Responder #2 em: 23 de Abril de 2008, 00:11 »

iv4lm4n

  • Multimilionário
  • i
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Fev 2007
  • Localidade: lisbon, the capital
  • Mensagens:
    4247
    Pts Tipsr:
    34
em: 23 de Abril de 2008, 00:16
não vejo nada de jeito para amanhã. Quanto a esse handicap canete, não acredito que escape. Boa sorte  :bom:



mamix

  • Multimilionário
  • m
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Dez 2007
  • Localidade:
  • Mensagens:
    5361
    Pts Tipsr:
    459
em: 23 de Abril de 2008, 00:18
Mario Ancic vs Rafael Nadal (13.00)


Ancic: é o actual número 55 do ranking ATP

Ancic é um jovem muito promissor e se não fosse as lesões que o afectam estaria certamente nos lugares cimeiros do ranking. Pancadas fortes e muito colocadas são o jogo habitual de Ancic, que é capaz de bater os melhores jogadores. Em Fevereiro de 2007 contraiu uma mononucleose que o afastou dos courts durante meio ano, tendo apenas regressado em Agosto desse ano e desde ai tem estado longe do que tinha feito em 2006, mas nesta altura parece próximo da sua melhor forma. Este ano apenas começou a jogar em Marselha, tendo estado muito bem. Venceu na primeira ronda Jo-Wilfried Tsonga, sem dúvida a revelação do ano, pelos parciais 7-5, 7-6(3). Tsonga que atravessa a melhor forma de sempre, tendo mesmo alcançado a final do Australian Open, por isso esta vitória foi de grande importância para Ancic. Ancic que na segunda ronda teve um jogo bem mais fácil frente a Teimuraz Gabashvili, vencendo com os parciais 6-3 6-2. Ancic era claro favorito, pelo que esta vitória fácil não acarretou qualquer surpresa. Nos quartos-de-final, Ancic teve um jogo muito difícil frente a outro jogador que também esta de regresso aos courts. Falo de Robin Soderling, que Ancic bateu pelos parciais 6-3, 6-7(4), 6-2. Como Ancic estava de regresso aos courts depois de uma grande ausência temia-se pela sua forma física, mas provou estar à altura do desafio. Nas meias-finais, Ancic fez um grande jogo frente a Marcos Baghdatis, vencendo pelos parciais 6-4 6-2. Durante a primeira metade do primeiro set o jogo foi muito equilibrado, com pontos de grande interesse, mas a partir daí Ancic pareceu ter encontrado o seu jogo e partiu para uma vitória fácil, frente a um Baghdatis pouco inspirado. Na final, frente a Andy Murray, Ancic não teve pernas para acompanhar o adversário, perdendo rapidamente pelos parciais 3-6 4-6. Jogou na semana seguinte em Zagreb, onde esteve novamente em destaque. Venceu na primeira ronda o sempre difícil Nicolas Mahut pelos parciais 7-6(3), 7-6(6). Jogo muito equilibrado, mas com Ancic a fazer valer o seu melhor ténis nos dois tiebreaks. Na segunda ronda, Ancic venceu facilmente Denis Gremelmayr, pelos parciais 6-3 6-2. Ancic dominou desde o início e vencendo sem qualquer surpresa. Nos quartos-de-final, Ancic teve um jogo complicado frente a Robin Haase, vencendo pelos parciais 6-3 3-6 6-3. Jogo muito interessante, com poucos erros por parte de ambos os jogadores, que tiveram de aproveitar as poucas oportunidades para fazer o break. No fim, Ancic acabou por se superiorizar. Nas meias-finais, Ancic não conseguiu fazer frente ao experiente Ivan Ljubicic, perdendo pelos parciais 6-7(2), 4-6. Regressou aos courts duas semanas depois, em Indian Wells, onde já esteve mais apagado. Venceu na primeira ronda Gael Monfils pelos parciais 6-3 6-2, tal como esperado. Na segunda ronda, frente a Fernando Gonzalez, as coisas complicaram-se bastante para Ancic, que foi forçado ao terceiro set para vencer o encontro. Venceu pelos parciais 7-5 3-6 6-3, mas teve muitos altos e baixos ao longo do encontro, que lhe cortaram a confiança na altura essencial do segundo set. Na terceira ronda, frente ao experiente Juan Carlos Ferrero, Ancic não conseguiu a vitória, perdendo pelos parciais 5-7, 6-4, 6-7(7), num jogo muito equilibrado, que poderia ter caído para qualquer lado. Agora, em Miami, Ancic teve dois jogos muito complicados. Venceu na primeira ronda Gilles Simon pelos parciais 6-2, 6-7(2), 6-3 e na segunda ronda venceu Andy Murray pelos parciais 6-2, 2-6, 7-6(7). Dois adversários muito difíceis, mas com Ancic a mostrar um ténis de grande nível, especialmente frente a Murray. Na terceira ronda frente a Monaco, voltou a exibir um belo nível de ténis, com alguns altos e baixos conforme a forma física lhe permitia. Descansou no segundo set e atacou em força no terceiro, vencendo pelos parciais 7-6(5), 4-6, 6-1. Na quarta ronda perdeu com o vencedor do torneio Nikolay Davydenko, com os parciais 6-4 3-6 5-7. Começou bem, mas lentamente Davydenko foi elevando o seu nível de jogo, acabando com uma vitória justa. Agora na terra-batida, Ancic procura continuar com os bons resultados. Venceu na primeira ronda Ivo Minar pelos parciais 6-3 6-4, num jogo controlado desde o início. Agora frente a Nadal, a sua tarefa vai ser bem mais complicada.

Nadal: é o actual número 2 do ranking ATP

Nadal é um jogador que todos conhecem. Por muito má que a situação esteja, Nadal nunca desiste do encontro. É mais talhado para a terra-batida, mas nos últimos tempos tem melhorado imenso no piso rápido, apesar das suas pancadas terem muito top spin. Começou a época em Chennai, onde venceu na primeira ronda Mathieu Montcourt pelos parciais 6-2 6-4. Na segunda ronda Nadal venceu Rajeev Ram pelos parciais 6-2 6-1. Nos quartos-de-final Nadal obteve uma boa vitoria frente a Guillermo Garcia-Lopez pelos parciais 6-3 6-2. Nas meias-finais, frente a Carlos Moya, Nadal venceu pelos parciais 6-7(3), 7-6(8), 7-6(1). Neste jogo Nadal recuperou de forma incrível no segundo set, onde teve diversos match points contra, e acabou por dar a volta ao encontro. Ainda assim, este encontro desgastou muito Nadal, que sentenciou o decorrer da final. Foi batido por Mikhail Youzhny pelos parciais 0-6 1-6. Nadal nunca sequer se esforçou por vencer, porque o cansaço notava-se e muito. Na primeira ronda do Australian Open Nadal venceu Viktor Troicki pelos parciais 7-6(3), 7-5, 6-1. Na segunda ronda Nadal venceu claramente Florent Serra pelos parciais 6-0 6-2 6-2. Na terceira ronda Nadal obteve a vitoria frente a Gilles Simon pelos parciais 7-5, 6-2, 6-3. Nadal esteve bastante bem nestes encontros e a vitoria frente a Serra foi especialmente boa. Na quarta ronda Nadal ultrapassou Paul-Henri Mathieu, devido a desistência do adversário, quando Nadal vencia 6-4 3-0. Na quarta ronda Nadal venceu Jarkko Nieminen pelos parciais 7-5 6-3 6-1, sem problemas.. Nas meias-finais, Nadal foi completamente esmagado pelo surpreendente Jo-Wilfried Tsonga, no melhor torneio da sua vida. Nadal perdeu pelos parciais 2-6 3-6 2-6, em que pouco pode fazer perante o brilhantismo de Tsonga. Um mês depois, Nadal regressou aos courts em Roterdão, com uma prestação menos conseguida. Venceu na primeira ronda Dmitry Tursunov por duplo 6-4, sem surpresa. Mas, na segunda ronda, Nadal foi batido por Andreas Seppi com os parciais 6-3 3-6 4-6. Começou bem, mas uma segunda metade do encontro menos conseguida, com substancialmente mais erros, levaram-no à vitória. Duas semanas depois, Nadal jogou no Dubai, onde também não se conseguiu destacar. Venceu na primeira ronda Philipp Kohlschreiber pelos parciais 3-6 6-1 6-4. Jogo fraco por parte de Nadal, notoriamente desinspirado e a cometer muitos erros. Na parte final conseguiu elevar o seu nível de jogo e vencer, ainda que a custo. Na segunda ronda Nadal continuou com os seus problemas de aproveitamento, frente a um adverário muito fraco, Mikhail Ledovskikh. Nadal venceu pelos parciais 6-4 6-0, mas a sua performance no primeiro set foi muito má e se estivesse a jogar com um adversário mais forte, provavelmente teria perdido. E foi exactamente isso que aconteceu nos quartos-de-final frente a Andy Roddick. Neste jogo Nadal já esteve melhor, mas não foi suficiente para parar o serviço de Roddick, que esteve impressionante. Nadal perdeu pelos parciais 6-7(5), 2-6. Depois, em Indian Wells, Nadal voltou às boas prestações. Teve bye na primeira ronda. Na segunda ronda bateu o jovem Santiago Giraldo por duplo 6-3. Na terceira ronda esmagou Donald Young pelos parciais 6-1 6-3. Na quarta-ronda, Nadal voltou a defrontar Tsonga, num jogo em que esteve muito perto de perder. Tsonga liderava por 5-2 no terceiro set, mas acabou por ir perder 7-5, revelando ainda falta de experiência nestas situações. Nadal venceu com os parciais 6-7(4), 7-6(3), 7-5. Nos quartos-de-final, Nadal venceu James Blake pelos parciais 7-5 3-6 6-3, num jogo em que a forma física e determinação de Nadal foram essenciais para a vitória. Nas meias-finais, Nadal pouco pode fazer frente ao vencedor do torneio Novak Djokovic. Foi batido pelos parciais 3-6 2-6, em que não houve soluções técnicas para tamanha superioridade de Djokovic. Depois em Miami, a prestação de Nadal decorreu sem grandes sobressaltos, tendo atingido a final. Teve bye na primeira ronda. Venceu na segunda ronda Benjamin Becker pelos parciais 7-5 6-2, vencendo sem surpresa. Na terceira ronda a história repetiu-se, mas desta vez frente a Nicolas Kiefer. Nadal venceu com os parciais 6-2 6-4. Na quarta ronda, Nadal já teve um adversário mais complicado, mas não deixou de dominar o jogo do princípio ao fim, batendo Paul-Henri Mathieu por duplo 6-4. Nos quartos-de-final, Nadal defrontou novamente Blake e voltou a vencer em terceiro set, pelos parciais 3-6 6-3 6-1. Jogo semelhante ao da semana anterior, com Nadal a aproveitar instabilidade de Blake e assim a carimbar a passagam para as meias-finais. Na meia-final, Nadal bateu Tomas Berdych pelos parciais 7-6(6), 6-2. Jogo equilibrado no primeiro set, mas depois de desperdiçar um set point no tiebreak, Berdych entregou o jogo. Na final, Nadal foi simplesmente atropelado por Nikolay Davydenko, que jogou ao seu melhor nível, vencendo pelos parciais 4-6 2-6. Mérito para Davydenko, que dominou por completo o jogo. Nadal é de longe o melhor jogador em de terra-batida no mundo. Bolas cheias de top spin e com uma colocação incrível são o prato do dia quando de jogo contra Nadal, e na terra-batida este estilo de jogo é particularmente eficaz. Sendo este o primeiro torneio em terra-batida da época, e com Federer a atravessar bastantes dificuldades, Nadal tem tudo para defender o título do ano passado. Apesar de Ancic ser um bom jogador, Nadal tem tudo para dominar o encontro desde o primeiro ponto e conseguir uma vitória folgada.

Head to head: Jogaram três vezes, com Nadal a vencer os dois primeiros encontros e Ancic o último. Jogos feitos em 2003 e 2004, por isso sem qualquer relevo. Nunca jogaram em terra-batida.

Conclusão: Nadal é de longe o melhor jogador em terra-batida do momento e tem de segurar o título. Federer está a passar por um momento menos bom e é uma altura essencial para atacar. Ancic também anda muito bem, mas não joga em terra-batida há muito tempo. Nadal sendo tão superior e a esperar muitos jogos, não se pode dar ao luxo de se desgastar muito nas primeiras rondas. Sendo tão superior, deve dominar desde o início e nem o bom serviço de Ancic o poderá parar. Sendo assim, fico pelo handicap:

Nadal -5 @ 1.93 Odd Pinnacle



Canete

  • Milionário
  • C
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Jun 2006
  • Localidade: Sintra
  • Mensagens:
    1555
    Pts Tipsr:
    113
em: 23 de Abril de 2008, 00:21
não vejo nada de jeito para amanhã. Quanto a esse handicap canete, não acredito que escape. Boa sorte  :bom:

Obrigado!  ;)



mamix

  • Multimilionário
  • m
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Dez 2007
  • Localidade:
  • Mensagens:
    5361
    Pts Tipsr:
    459
em: 23 de Abril de 2008, 00:30
fica a odd para nao haver confusoes, que isto desceu em 5 minutos...  :shock:





Bruno Coutinho

  • Administrador
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Set 2005
  • Localidade: Lisboa
  • Mensagens:
    227196
  • Nacionalidade: pt
  • Pts Tipsr:
    108
em: 23 de Abril de 2008, 00:35
Que grande pick mamix! grande trabalho :venia:



Forum de Apostas

Re: [ATP Master Series Monte Carlo] - Dia 3
« Responder #7 em: 23 de Abril de 2008, 00:35 »

GODZI

  • Magnata
  • G
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Nov 2005
  • Localidade: Quarteira
  • Mensagens:
    21450
    Pts Tipsr:
    260
  • Banido!
em: 23 de Abril de 2008, 00:39
Que grande pick mamix! grande trabalho :venia:

Grande em todos os sentidos!!  :shock:  :venia: :venia: :venia: :venia:



Canete

  • Milionário
  • C
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Jun 2006
  • Localidade: Sintra
  • Mensagens:
    1555
    Pts Tipsr:
    113
em: 23 de Abril de 2008, 00:40
Que grande pick mamix! grande trabalho :venia:

Está fantástica!  :venia:



mamix

  • Multimilionário
  • m
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Dez 2007
  • Localidade:
  • Mensagens:
    5361
    Pts Tipsr:
    459
em: 23 de Abril de 2008, 00:42
Obrigado a todos. Hoje estava inspirado  :bom:



dreams

  • Magnata
  • d
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Mar 2006
  • Localidade:
  • Mensagens:
    18452
    Pts Tipsr:
    918
  • Banido!
em: 23 de Abril de 2008, 01:59
16:00

Robin Soderling - Tommy Robredo

Picks:

Robin Soderling to win @ 1.87 betfair

2-0 Soderling @ 3.50 Unibet


Robin Soderling esta numa forma excepcional e tal não pode ser desprezado, David Nalbandian dizia ainda À dias que Soderling é um dos melhores valores do ténis e que é muito dificil de derrotar em qualquer tipo de piso, recordo que a Argentina e a Suécia defrontaram-se para a Taça Davis e que Soderling espetou 3-0 em Acasuso e perdeu 2-3 com Nalbandian em plena argentina deixando por várias vezes o argentino à beira de um ataque de nervos, pois esteve com break de vantagem no set decisivo que veio a desaproveitar. Soderling tem um potente serviço e uma capacidade de troca de bolas no fundo do court notavel teve uma primeira ronda algo tremida, tudo porque pensou que o jogo tava ganho com Stepanek, dispôs de 4MP para fechar e uma data de erros inacreditaveis obrigou a 3º set onde sentenciou sem quaisqueres dificuldades, Soderling vai enfrentar um adversário que gosta bastante já que as 2 vezes que defrontou Tommy Robredo venceu, uma delas em terra batida, o espanhol depois de um inicio de época verdadeiramente horrivel, regressou em bom plano em valencia onde fez um bom torneio e onde chegou À final, perdendo-a para David Ferrer, com Wawrinka revelou francas dificuldades nomeadamente ao capitulo do serviço mas já é algo normal nele, o espanhol frente a Soderling vai ter muitas dificuldades a responder e muitas dificuldades em manter os jogos de serviço, acredito mesmo que quase todos os jogos de serviço do Tommy Robredo vão ser bastante disputados tudo porque o sueco tem um nivel de resposta acima da média, Robredo baseia muito o seu jogo em longas trocas de bola, provocando o erro ao adversário, isso hoje vai ser dificil pois Soderling esta bem treinado, e o espectacular jogo com Nalbandian onde houve muitos poucos erros não forçados de ambas as partes preparou-o e de que maneira para este torneio e para aguentar jogadores chatos como Robredo, acredito muito na vitória do sueco.



Bruno Coutinho

  • Administrador
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Set 2005
  • Localidade: Lisboa
  • Mensagens:
    227196
  • Nacionalidade: pt
  • Pts Tipsr:
    108
em: 23 de Abril de 2008, 02:03



Carlos Gonçalves

  • Multimilionário
  • C
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Ago 2007
  • Localidade: Guimarães
  • Mensagens:
    6628
  • Nacionalidade: pt
  • Pts Tipsr:
    219
em: 23 de Abril de 2008, 04:04

Gael Monfilis    1.44

Philipp Koh..      1.53    

Andreas Seppi     1.40    

Nicolas Almagro      1.44    

Nicolas Lapenti      2.62    


Robin Soderling     1.80    
    


tudo bet365. boa sorte a todos.


seppi a desilusao do dia, lapenti quase que ia lá...
« Última modificação: 23 de Abril de 2008, 15:42 por carlosvsc »



g4j0

  • Bilionário
  • g
  • Estado:
    Offline
  • Registo: Mar 2007
  • Localidade: Braga
  • Mensagens:
    3130
    Pts Tipsr:
    18
em: 23 de Abril de 2008, 04:15
só chegou à meia-final em valencia ;)
também acredito na vitória do Soderling, este robredo é uma sombra de si mesmo.




 


Casas de Apostas: bet pt / Betclic / ESC Online / Nossa Aposta / Casino Portugal

Rede Apostaganha: Apostas / Palpites e Dicas de Apostas / Pronósticos de Apuestas / Betting Tips and Predictions